Os Malefícios de Permanecer Muito Tempo Sentado e Como Contorná-los

Com a adaptação do home office e mais tempo em casa, acabamos passando a maior parte do dia em frente ao computador. Além dos problemas de visão que a exposição prolongada às telas digitais podem desencadear, a coluna é quem mais sofre as consequências dessa nova rotina.

O encurtamento muscular e os estresses gerados na musculatura podem aumentar o risco de lesões e dores localizadas, causando inclusive um desajuste na coluna e gerando problema de comunicação entre a coluna vertebral e o sistema nervoso. Isso significa consequências na respiração, batimentos cardíacos e até mesmo na digestão. Ou seja, é possível desenvolver problemas gástricos a partir desse novo mal hábito.

Segundo o PhD em Neuroanatomia e fisioterapeuta, Mário Sabha, os problemas gerados pela má postura e muito tempo sentado podem incluir até mesmo alterações hormonais.

A melhor forma de evitar esse tipo de situação é dando pausas esporádicas entre as sessões no computador e buscando incluir atividades físicas (como caminhada e corrida) e alongamentos na rotina, mesmo que minimamente.

Também é importante ficar atento a quando o problema está se tornando pior e necessita de ajuda médica. Por isso, o cuidado e atenção precisam ser diários.

5 Coisas Que Você Precisa Saber Sobre Cirurgia Bariátrica

A cirurgia bariátrica é um sonho de muitas pessoas que batalham diariamente contra a obesidade, diabetes, pressão alta, entre outros. Se você também sonha com esse procedimento, precisa antes saber alguns pontos principais sobre essa cirurgia.

1. Existem três tipos básicos
São elas, restritivas, mistas e disabsortivas. Restritivas são as que diminuem o tamanho do estômago(como a Banda Gástrica Ajustável ou Sleeve). Nas mistas há a redução do estômago e o desvio do trânsito intestinal. Dentro dessa categoria, temos as restritivas (como derivação Gástrica com ou sem anel) e as disabsortivas (derivações bileopancreátivas).

2. Pra quem é indicada?
Para pacientes com IMC acima de 35 Kg/m² que tenham complicações como apneia do sono, diabetes, problemas articulares, entre outros. Também pode ser indicada para pacientes com IMC maior que 40 Kg/m² que não tenham obtido sucesso na perda de peso após dois anos de tratamento clínico com medicação.

3. Antes de realizar a cirurgia:
O paciente é submetido a uma avaliação clínica que inclui dosagens da glicemia, lipídeos e outras dosagens sanguíneas, avaliação cardíaca e pulmonar. A avaliação psicológica também faz parte dos procedimentos pré-operatórios.

4. Mulheres que desejam engravidar:
Mulheres que realizam a bariátrica precisam aguardar pelo menos de 15 a 18 meses para engravidar.

5. Ela pode salvar sua vida
A cirurgia bariátrica pode ser o caminho para uma vida mais saudável, longa e feliz de quem está sofrendo com a obesidade.

Gostou das dicas? Continue acompanhando o blog do Dr. De Carli para receber mais!

Bypass ou Sleeve? Conheça as vantagens e desvantagens de cada procedimento.

Recebemos diariamente diversas perguntas relacionadas aos tipos de Cirurgia Bariátrica e qual opção é a melhor para cada paciente. Por isso, compilamos no blog algumas das principais características de cada cirurgia e também os prós e contras de cada uma! Confira:

Semelhanças: ambos os procedimentos — tanto o bypass gástrico ou a gastectomia vertical (sleeve) — utilizam a redução da área estomacal como meio de diminuição do peso corporal. Porém, os métodos possuem diferentes resultados que dependem do problema principal enfrentado pelo paciente.

BYPASS GÁSTRICO:
– Geralmente indicado para pacientes diabéticos;
– Perda de peso significativa;
– Possibilidade de ser revertida em alguns casos;
– Favorece a produção de hormônios intestinais capazes de aumentar a sensação de saciedade;
– Exige alguns cuidados adicionais e suplementação após o procedimento;
– Relativamente mais complexo que o Sleeve.

GASTECTOMIA VERTICAL (SLEEVE):
– Tempo de internação menor (em média de 2 dias);
– Perda de peso significativa;
– Sem possibilidade de reversão;
– Método mais simples e menos invasivo;
– Pode intensificar o refluxo em alguns casos.

Ainda tem dúvidas sobre cada tipo de procedimento? Agende uma consulta com o Dr.!

4 Alimentos Que Ajudam a Melhorar a Imunidade

Em tempos de pandemia e alergias da primavera, uma boa alimentação tem a capacidade de melhorar sua imunidade e proteger seu organismo de diversas possíveis doenças e alergias.

Por isso, neste Dia Mundial da Alimentação, aproveitamos para trazer no blog alguns alimentos fundamentais para manter sua imunidade alta e evitar complicações futuras. Confira:

1. Frutas Cítricas
A maioria das frutas cítricas — como laranja, acerola e kiwi — são ricas em Vitamina C, que aumenta a resistência do organismo e funciona como um antioxidante.

2. Alho
Muito utilizado como tempero na culinária brasileira, o alho possui propriedades anti-inflamatórias e anti-infecciosas. Apesar do sabor intenso, recomenda-se consumi-lo cru, para que não perca suas propriedades.

3. Gengibre
Tanto nas bebidas, quanto nos alimentos, o gengibre é um forte aliado para uma imunidade mais alta. Além de vitaminas B6 e C, também possui ação antibacteriana!

4. Iogurte
Com probióticos naturais e lactobacilos, ajuda a recompor as bactérias benéficas da flora intestinal, que por sua vez também reforçar o intestino para que fique mais resistente.

Gostou das dicas? Continue acompanhando o blog do Dr. De Carli para receber mais!

Como introduzir uma dieta mais saudável para os pequenos?

A má alimentação na infância, além de gerar problemas na qualidade de vida da criança, também pode levar a diversos problemas de saúde como a obesidade infantil e a diabetes. A introdução de uma dieta balanceada e saudável desde o começo da vida ajuda a evitar tais problemas, mas sempre há tempo para readequar a dieta das crianças.

Confira abaixo 4 dias para introduzir uma alimentação mais saudável para os pequenos:

1. Envolva a criança no processo de preparação das refeições. Além de se sentirem parte de algo maior, as crianças desenvolvem mais apreço pelo alimento.

2. Trabalhe a criatividade! Pode ser que uma porção de brócolis cozido não atraia a criança logo de cara, mas introduzi-lo em um molho ou ralado no arroz pode facilitar para desenvolver o interesse.

3. Seja o exemplo! Os pequenos são facilmente influenciáveis e irão confiar no que você mostrar que vale a pena testar. Por isso, comece mostrando como os legumes e verduras podem ser saborosos e beneficiá-los.

4. Seja persistente. Claro que introduzir uma dieta nova pode ser um desafio. Por isso, é preciso continuar testando diversas receitas até encontrar uma que ajude a convencer a criança que uma alimentação saudável pode ser muito saborosa.

Gostou das dicas? Continue acompanhando o blog para ver mais e nos siga nas redes sociais!

Como evitar alergias na Primavera?

Você é daqueles que quando chega a Primavera já se prepara para as crises alérgicas e rinite? Pois saiba que você não precisa passar toda a estação sofrendo com alergias severas e medicação! Algumas atitudes simples, como secar as roupas no sol para evitar ácaros, podem ajudar a tornar essa estação menos sofrida.

1. Busque limpar regularmente a casa para evitar acúmulo de pó e outras partículas. A limpeza dos tapetes, almofadas e cortinas também deve ser redobrada!

2. O ar condicionado em temperatura amena ajuda a purificar o ar. Mas lembre-se que para isso é preciso que o filtro do aparelho esteja limpo. Caso contrário, as alergias podem piorar.

3. Evite produtos de limpeza com odor muito forte. Eles podem intensificar ainda mais as alergias causadas pela Primavera.

4. Busque secar as roupas que mais utiliza no sol, para que as peças não acumulem ácaros e outros microorganismos que podem piorar a rinite.

5. Evite locais com muitas flores e vento, como jardins. Por mais que sejam uma opção de passeio agradável durante a Primavera, esses locais tendem a acumular ainda mais pólen, o que prejudica a respiração.

6. Por último, não se esqueça de sempre lavar o nariz com soro fisiológico pelo menos uma vez ao dia, para remover impurezas e manter as vias respiratórias limpas e abertas.

Gostou das dicas? Siga o blog do Dr. De Carli para receber mais!

5 Dicas Para Cortar De Vez o Cigarro

A obesidade e o tabagismo são duas das principais causas de câncer na atualidade. Livrar-se desse vício pode ser difícil, mas garante uma vida muito mais longa e próspera. Confira:

1. Evite locais com muitos fumantes. Assim como uma pessoa que está buscando perder peso não se sentirá à vontade indo à um restaurante de fast food, estar em um ambiente com muitas pessoas fumando pode não ser o ideal.

2. Busque apoio das pessoas que você ama. Peça que colaborem com suas restrições e que tentem lhe ajudar com as dificuldades diárias de cortar um vício, incentivando com palavras ou criando ambientes menos propensos a cair novamente no vício.

3. Quebre a sua rotina. O tabagismo se torna sempre uma parte crucial da vida do fumante. Seja na parada do ônibus ou no intervalo de almoço, o cigarro está sempre presente. Evite manter a mesma rotina enquanto tenta parar. Isso colabora para virar as coisas e desafixar a mente do vício.

4. Foque em novas atividades. Encontre uma outra atividade para realizar nesses intervalos do cigarro, como um jogo no celular ou uma caminhada para arejar a cabeça.

5. Nunca desista. Continue tentando mesmo se falhar diversas vezes. Você nunca sabe quando estará realmente pronto para abrir mão desse vício e dar início a sua nova vida.

4 Benefícios da Terapia Para a Nossa Saúde


Você sabia que a terapia comportamental pode ter grande influência sobre nossa saúde física e bem-estar? Confira abaixo alguns dos principais benefícios do acompanhamento psicológico:

1. A terapia traz de volta a motivação para novos desafios
Na terapia você irá aprender melhor a lidar com o medo de novos desafios e também se sentirá mais motivado para encará-los. Se você está batalhando contra começar novos exercícios ou estabelecer hábitos mais saudáveis, na análise você terá alguém para lhe incentivar nessas novas medidas.

2. Ajuda a melhorar seu sono
Com menos preocupações na cabeça, as noites de insônia tendem a diminuir. Com o ganho energético de noites bem dormidas, você terá mais disposição para outras atividades do dia.

3. Você melhora seu autoconhecimento
Se conhecendo melhor é possível entender com mais facilidade seus limites e seus desejos e criar uma rotina mais saudável e positiva que funcione para você.

4. Ajuda a prevenir quedas emocionais
Muitas vezes, relacionamentos complicados com a comida ou os exercícios podem gerar vícios indesejáveis que prejudicam a saúde. Na terapia, você aprenderá a gerir melhor esses grandes impactos emocionais e poderá lidar melhor com as recaídas.

Gostou das dicas? Continue acompanhando o blog para ver mais e nos siga nas redes sociais!

4 Dicas Para Driblar o Sedentarismo na Quarentena

Longos períodos em casa normalmente significam menos tempo ativo e mais relaxamento. Porém, algumas dicas são importantes para que você possa se manter ativo e disposto mesmo durante a quarentena, evitando o ganho de peso e as dores corporais. Confira abaixo:

Dica 1: Pratique exercícios leves diariamente
A prática de exercícios diária não precisa envolver longas corridas ou atividades intensas. Tirar alguns minutos do seu dia para praticar alguns alongamentos, yoga ou até mesmo dança irão colaborar para dias mais energéticos e dispostos.

Dica 2: Alongue-se!
Um dos pontos mais importantes para evitar as dores intensas na coluna e outras partes do corpo é realizando alguns exercícios básicos de alongamento ao acordar. Você com certeza se sentirá mais disposto.

Dica 3: Coma verdes
A frustração da quarentena pode acabar gerando o desejo por alimentos mais calóricos e gordurosos, consequentemente levando a hábitos alimentares ruins. Evite! Busque manter suas refeições coloridas e verdes com muitos legumes e frutas.

Dica 4: Durma acorde cedo
Outra consequência de ficar em casa se dá por conta do relaxamento em relação aos horários. Com horas mais flexíveis para o trabalho/rotina, a tendência é que percamos o costume de dormir cedo. Busque manter seus horários regulados para que seu organismo também se mantenha.

Gostou das dicas? Continue acompanhando o blog para ver mais! Tem alguma outra dica importante na quarentena? Compartilhe nos comentários!

Os efeitos da amamentação na redução dos riscos de obesidade

A obesidade já é considerada uma epidemia global e vem afetando cada vez mais pessoas desde a infância até a vida adulta. Mas você sabia que o aleitamento materno ajuda a prevenir riscos de obesidade em bebês?

Segundo pesquisas realizadas na Universidade de Munique, na Alemanha e coordenados pelo pediatra alemão Berthold Koletzko o leite materno torna possível a diminuição de 20% a 25% no risco de excesso de peso durante a vida do bebê, desde a infância até a fase adulta. Um dos motivos pelos quais isso seria possível teria relação com a alimentação oscilante ao longo do dia que favorece a autorregulação do apetite e, consequentemente, o desenvolvimento do mecanismo de saciedade.

Outro motivo para isso também está no fato das fórmulas prontas possuírem índices de proteína extremamente altos (chegando até a 5 vezes mais que os do leite materno), o que por sua vez alteraria a autorregulação do consumo de energia nos primeiros anos de vida.

Por isso, a indicação é sempre que o aleitamento materno seja realizado pelo menos até os 6 meses de vida do bebê, podendo então seguir para uma dieta balanceada e complementar de alimentos mais sólidos como papinhas.